Notícias

ObservaRia 2014

Milhares de pessoas encontraram-se com a biodiversidade

Quarta, 16 de Abril

“De olhos postos no céu”. Três milhares de visitantes seguiram a recomendação de David Lindo, birdwatcher urbano britânico, um dos especialistas de renome que integrou o programa da ObservaRia, primeira feira dedicada ao birdwatching e ao turismo ornitológico a norte de Portugal. Durante o fim-de-semana passado, a observação de aves foi um dos motivos que atraiu entusiastas da área, mas os paraísos naturais e a biodiversidade encontraram-se com famílias e visitantes de todo o país. Estarreja é, atualmente, lugar indissociável do turismo de natureza.
 
3000 visitantes, 30 expositores, 14 palestras, 14 atividades de campo em torno da biodiversidade e da observação de aves com especialistas de renome. De 12 a 13 de abril, a ObservaRia contemplou também duas sessões de cinema, duas exposições permanentes e diversas atividades para crianças. Uma feira muito completa e diversificada, com um programa rico dedicado a profissionais, mas também com atividades que promoviam o contacto com a paisagem natural do Baixo Vouga Lagunar de forma lúdica e divertida.
 
A primeira ObservaRia termina com ”um balanço muito positivo”, já a pensar em 2015. “Sem qualquer dúvida que haverá uma segunda edição”, afirma Adolfo Vidal, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, que coorganizou o evento ao lado do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O património natural aliado à economia verde é uma aposta do município que ganha cada vez mais força. Para Adolfo Vidal “o turismo da natureza e o birdwatching são apostas municipais para impulsionar cada vez mais, atraindo nichos de mercado”.
 
Os 3000 visitantes da ObservaRia, distribuídos entre o Parque Municipal do Antuã e os Percursos do BioRia refletem uma iniciativa bem conseguida. Norberto Monteiro, colaborador da Câmara Municipal de Estarreja responsável pelo projeto BioRia, acredita que “Estarreja é agora, mais do que nunca, um destino de referência para o turismo de natureza e o nosso património é cada vez mais reconhecido a nível local, nacional e internacional. Prova disso foi a aceitação por parte do ICNF em coorganizar este evento em Estarreja e ainda o facto de conseguirmos reunir cá alguns dos melhores especialistas a nível mundial, o que foi um feito inédito a nível nacional.” Norberto Monteiro refere-se a Killian Mullarney, um dos melhores ilustradores do mundo e autor do mais completo guia de aves da Europa, René Pop, fotógrafo de aves de renome mundial, e David Lindo, um dos principais observadores de aves do Reino Unido e especializado em percursos urbanos. Objetivos cumpridos e expetativas superadas. A 1ª edição da ObservaRia revelou ser um sucesso com futuro.
 
Uma aposta ganha e exemplar
Diamantino Sabina, Presidente do Município de Estarreja, presidiu a cerimónia de abertura da ObservaRia, que contou com Sofia Castel-Branco, do Conselho Diretivo do ICNF, Pedro Machado, Presidente da Entidade de Turismo do Centro de Portugal, Ribau Esteves, Presidente da CI Região de Aveiro e Miguel de Castro Neto, Secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza. “Quisemos apostar fortemente nesta ObservaRia. Queremos que este seja um certame que ganhe qualidade, ainda mais, e que continue, efetivamente, a ser um sucesso para futuro”, revela Diamantino Sabina. Destacando os pontos mais importantes do “programa riquíssimo” da ObservaRia, que pretende “mostrar ao mundo que aqui (Estarreja) se observam aves nas melhores condições”, o autarca assume na sessão de abertura que “o BioRia é um projeto claramente vencedor”.
Miguel de Castro Neto vai mais longe na sua intervenção, considerando a ObservaRia “uma referência incontornável, pelo exemplo que dá” na promoção do património natural. Para o Secretário de Estado “a conservação da natureza e a biodiversidade podem ser, de facto, o motor do desenvolvimento e do crescimento económico”.
 
ObservaRia consolida o posicionamento de Estarreja na observação das aves
O concelho de Estarreja é um destino privilegiado para a prática do birdwatching, atividade que ganha cada vez mais adeptos. A garça-vermelha e a águia-sapeira são algumas das espécies que têm preferência pelos campos do Baixo Vouga Lagunar. O birdwatching é um segmento de mercado importante para a região e que o Município quer potenciar.
Norberto Monteiro explica que “estudos recentes indicam que em todo mundo existem mais de 80 milhões de observadores de aves, provenientes sobretudo dos países escandinavos e do norte da América. É um público que viaja durante todo o ano e consome muito mais que o turista de Sol e Mar. Por isso, motivos não faltam para continuar a apostar neste mercado e a criar cada vez mais e melhores condições para sermos visitados, como tem acontecido com o BioRia.

galeria de imagens http://www.bioria.com/galeria_fotos.php

ObservaRia 2014 ObservaRia 2014 ObservaRia 2014 ObservaRia 2014 ObservaRia 2014