Notícias

Mais de 6 mil visitantes responderam à chamada da Natureza

3ª ObservaRia promove a Região e a Ria de Aveiro

Terça, 11 de Abril

O encontro do Homem com a Natureza voltou a acontecer durante a ObservaRia – Estarreja Birdwatching Fair numa paisagem única - por ser humanizada -, o Baixo Vouga Lagunar onde se insere o BioRia e habitats de inúmeras espécies animais, algumas das quais ameaçadas e que aqui encontram proteção, casa e alimento. Trazer as pessoas a (re)descobrir o espaço natural e a respeitá-lo foi um dos objetivos desta 3ª edição da feira promovida pela Câmara Municipal de Estarreja.   
 
“Abrimos as portas do BioRia, no Esteiro de Salreu, para 50 kms de percursos especialmente dedicados aos amantes da natureza”, disse Diamantino Sabina, Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, na abertura oficial da ObservaRia, sublinhando uma das principais mudanças desta edição, a alteração do local do centro da cidade para junto da vida selvagem. 
 
As expectativas foram largamente ultrapassadas. Mais de 6 mil visitantes escutaram o chamamento da Natureza e participaram no evento que decorreu entre 6 a 9 de abril. Quatro dias direcionados para a divulgação da Ria de Aveiro e “da natureza, na ótica da observação de aves, complementada com uma intensa programação”, com 50 atividades diversas e com a presença de especialistas “de renome internacional”.
 
A pé, de bicicleta ou veículo elétrico, de barco tradicional (como o moliceiro ou bateira-erveira de Canelas), de charrete, paddle ou balão de ar-quente, para passear, aprender ou observar, estar em contacto com a natureza, fazer exercício, visitar a feira e exposições ou participar nos workshops e palestras, seja como for, com que objetivo for, quem passou estes dias pela ObservaRia chegou a uma conclusão: “A Natureza mora aqui” e vale a pena ser desfrutada em Estarreja.
 
 
Aposta ganha no Turismo de Natureza
 
Na sessão de abertura, Rogério Rodrigues, Presidente do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, realçava os “bons alicerces” da ObservaRia. “Estas áreas têm a possibilidade de potenciar o turismo de natureza cujas receitas não são nada desprezíveis neste setor”. O trabalho do BioRia “assente na relação do Homem com a natureza” foi enaltecido por Ribau Esteves, Presidente da CI Região de Aveiro, e a ObservaRia representa mais “um contributo muito importante para a divulgação da nossa Ria”. Para Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro de Portugal, esta é uma “aposta ganha do ponto de vista do turismo ativo e de natureza”, mencionando as “idiossincrasias, aquilo que nos identifica, que diferenciam a nossa oferta”.
 
Já no final do evento, no último domingo, o coordenador do projeto BioRia, Norberto Monteiro, reforçava o papel da ObservaRia como veículo promocional da região, dizendo que “começa a dar passos largos de afirmação como a maior feira a nível nacional. O nosso objetivo é ser uma referência internacional e temos todas as condições naturais para que tal possa vir a acontecer”, resumiu.
 
 
Evento especial e ecossistema fantástico conquistam os estrangeiros
 
Entre os especialistas presentes, o incondicional apaixonado pelas aves Dale Forbes, mostrou-se surpreendido por ver “tanta gente a visitar e a experienciar a área natural”. Elogiou a ObservaRia por ser diferente de outras feiras que conhece e, na sua opinião, o evento torna-se especial por estimular a relação entre o Homem e a Natureza. Notou que “as pessoas têm orgulho pela beleza natural” do seu Baixo Vouga.
 
A editora da revista Wildlife da BBC, Sheena Harvey, passou “dois dias fantásticos” na ObservaRia e salientou o “trabalho extraordinário que está a ser feito aqui neste fantástico habitat, uma belíssima paisagem cheia de vida selvagem”.
 

 
Divulgar o património natural é fomentar a sua conservação
 
Para o fotógrafo de Natureza, João Cosme, a ObservaRia foi “uma surpresa bastante agradável”, pelo “conjunto de atividades muito interessantes e que chamam muito público”, o que “é muito bom para a conservação de natureza e para a divulgação do património natural”.
 
Opinião partilhada por João Jara, perito em birdwatching. “Trazer pessoas a conhecerem as belezas naturais, numa altura em que é tão importante que haja esse conhecimento para que elas possam ser protegidas”, salientou. “Houve uma grande melhoria na organização geral da feira. Estão de parabéns”. 
 
 
Dezenas de espécies podem ser vistas num passeio ao BioRia
 

Esta área natural distingue-se “porque tem uma grande diversidade de espécies limitada num território relativamente pequeno e algumas bastante emblemáticas, como a garça-vermelha, a cigarrinha-ruiva ou o rouxinol dos caniços, que são bastante interessantes do ponto de vista do turismo de birdwatching. É possível observar algumas dezenas de espécies num passeio, o que diz bem da diversidade da área”, como aconteceu durante a ObservaRia e nos passeios de birdwatching, inclusive de Moliceiro, orientados por João Jara. Além do mais, no imenso caniçal junto à Ria de Aveiro existe a maior colónia de nidificação do país da garça-vermelha, uma espécie ameaçada e que aqui consegue reproduzir-se.
 
 
População orgulhosa com documentário Encontro d’Águas  
 
Esta ObservaRia ficou igualmente marcada pelo lançamento do documentário "Encontro d’Águas - Segredos da Ria e do Baixo Vouga Lagunar" e que foi exibido no espaço Vida Selvagem, na SIC, no último domingo. 
 
Retrata “a confluência do Rio Vouga com a Ria de Aveiro, que origina este ecossistema único no país. É esse encontro de águas que temos aqui relatado, todas as espécies que vivem cá e a relação das espécies com o homem e a agricultura, que deu origem a este agroecossistema, humanizado e seminatural”, explica o realizador Daniel Pinheiro. 

O resultado são imagens de uma beleza ímpar e o quotidiano dos animais que aqui habitam, a dois passos do Homem. Daniel Pinheiro “entrou” na vida dos animais “mais difíceis de ver no dia-a-dia”, como a lontra, e surpreendeu também quem cá vive, os estarrejenses que não esconderam o orgulho pela riqueza natural que têm aqui ao seu lado. 
 
“Se as pessoas de cá olharem para o projeto BioRia como sendo delas e darem a devida importância ao património natural, são os primeiros fatores de promoção e preservação do território, isso é excelente”, afirma o Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Estarreja, Adolfo Vidal. A autarquia promoveu o documentário que faz parte de uma “estratégia global, onde se integram o BioRia e a ObservaRia ou a ação levada a cabo com a Agência Regional de Promoção Turística (ARPT) do Centro de Portugal, de promoção da Ria de Aveiro”, criando “condições para que haja desenvolvimento económico”.
 
 
Promover o território além-fronteiras e dinamizar a economia local
 

A projeção da região no estrangeiro foi trabalhada nesta ObservaRia durante uma Fam e Press Trip, em parceria com a ARPT, que trouxe 21 jornalistas e operadores turísticos da Alemanha, Reino Unido e Holanda à região. 
 
Marli Monteiro, diretora executiva da ARPT, fez um balanço muito positivo desta ação promocional em Estarreja. “Extraordinário nesta organização foi o facto da Câmara Municipal de Estarreja ter visto o projeto a um ano de distância, criando uma parceria com a ARPT para trazer operadores e jornalistas estrangeiros. E do ponto de vista de organização, a Câmara fez também a sua parte no sentido de conseguir as empresas certas, para proporcionar os serviços corretos, feitos de forma correta e tentando envolver as empresas locais na prestação de serviços. Isso tem uma importância muito grande porque é disso que o turismo trata, animar a economia local”. 
 
A organização foi “bem-sucedida e o feedback extraordinário”. Os visitantes estrangeiros “ficaram impressionados com o que viram, com a organização e com a forma calorosa, nobre e honesta como foram bem recebidos”. 
 


Por ter um carácter bienal, a ObservaRia voltará em 2019. Até lá, o BioRia continua a valorizar todo este ecossistema natural, através da sua divulgação e conservação e convidando a desfrutar de um paraíso único em total respeito pela natureza.

Mais de 6 mil visitantes responderam à chamada da Natureza Mais de 6 mil visitantes responderam à chamada da Natureza Mais de 6 mil visitantes responderam à chamada da Natureza Mais de 6 mil visitantes responderam à chamada da Natureza Mais de 6 mil visitantes responderam à chamada da Natureza